Como ajudar as crianças na tarefa de matemática?

A linguagem matemática é uma das capacidades mais fascinantes que os seres humanos podem desenvolver e aprimorar. A aptidão para lidar com a abstração exigida pela disciplina permite-nos estudar quantidades, medidas, espaços, estruturas, variações e estatísticas do mundo em que estamos inseridos. 

É verdade que o nível de complexidade do conhecimento a ser aprendido pela criança deve condizer com o seu desenvolvimento intelectual, o qual tende a acompanhar a idade. Isso implica reconhecermos que se deve progredir do nível mais simples para níveis mais complexos de acordo com o passar do tempo. Portanto, em matemática, assim como em outras ciências, as crianças primeiro lidam com aquilo que é concreto e partem para o abstrato posteriormente.

Por essa razão, nos anos iniciais, as aulas de matemática se valem de objetos do cotidiano da criança para que elas aprendam a somar, subtrair, multiplicar e dividir. Quem não se lembra dos pedaços de pizza desenhados no quadro pelo professor para ensinar frações?

Entretanto, enquanto algumas crianças revelam facilidade ao aprender matemática, necessitando de menos ajuda de adultos para realizar tarefas específicas, outras sentem uma dificuldade maior para desenvolver autonomia na disciplina. E isso é normal! 

Você já deve ter escutado que uma relação próxima entre família e escola é a chave para o sucesso na formação das crianças e adolescentes. Para isso, os pais precisam estar a par do que é ensinado aos seus filhos e verificar em que disciplinas os pequenos demonstram mais dificuldade. Tanto os filhos quanto os professores e coordenadores pedagógicos podem sugerir em que áreas o calo mais aperta.

Não é raro que a matéria que mais parece assombrar os estudantes seja a matemática. Todavia, ela ainda é desafiadora mesmo para muitos de nós. Por essa razão, muitos pais se perguntam: como ajudar as crianças na tarefa de matemática?

Assim, preparamos este post com recomendações para ajudar as crianças na tarefa de matemática e contribuir com a aprendizagem dos pequenos nesse campo tão importante do saber. Confira! 🤓

A importância de a criança adquirir o prazer em estudar

Tudo aquilo que precisamos fazer fica mais fácil quando gostamos, não é mesmo? Lembre-se das matérias de que você mais gostava quando estava na escola: apostamos que você sentia mais vontade em estudá-las e o tempo passava mais rápido. Além disso, o seu desempenho nelas era melhor, certo? O mesmo deve valer para os seus filhos!

Independentemente das predileções que temos por algumas matérias em detrimento de outras durante a nossa trajetória escolar, o que é perfeitamente normal, é importante adquirir o prazer pelo ato de estudar.

Para que seja possível sentir prazer em uma atividade que exige concentração, disposição e horas de dedicação, pergunte-se: antes de tudo, o que é necessário? Cada um conta com as suas peculiaridades mas, no geral, é fundamental um espaço organizado, iluminado, silencioso e confortável. Além disso, é importante sentir-se saciado e estar hidratado. Afinal de contas, nenhum estudo é agradável com perturbação, fome e sede, não é mesmo?

Com um espaço dedicado aos estudos, será mais fácil fazer as tarefas e mergulhar no fantástico universo do conhecimento. No entanto, se a criança tentar estudar em um ambiente barulhento e com muitos estímulos (conversas paralelas, TV ligada, entrada e saída de visitas etc), será difícil manter o foco e os momentos de estudo serão motivo para estresse.

Saiba que todos nós temos uma vontade inata de aprender. Essa curiosidade pelo mundo faz parte da humanidade. Assim, as crianças só terão aversão aos estudos se forem desestimuladas. Você, enquanto pai, mãe ou responsável, desempenha um papel crucial nessa jornada.

Por isso, é importante aguçar a curiosidade dos pequenos e estimular a leitura, os jogos educativos e as experiências científicas que podem ser feitas em casa ou vistas pela TV. Quando você demonstra entusiasmo pelo conhecimento, os seus filhos o interpretarão positivamente e vão se esforçar para aprender sempre mais.

Mostre à criança o quão fantástico é o universo em que ela vive. A ciência e a arte nos apresentam um mundo que é, ao mesmo tempo, composto por regularidades e diversidade. Perguntas como “de onde vêm os alimentos que comemos? Quanto de água precisamos beber por dia? Qual é o formato dos objetos ao nosso redor?” estimulam a reflexão dos pequenos. 🌎

Dicas para ajudar seu filho na tarefa de matemática

Agora que você sabe como é importante ser presente na vida escolar do seu filho e estimular o gosto pelos estudos, confira algumas dicas que preparamos para você ajudá-lo na tarefa de matemática!

Não faça seu filho ter medo da matemática

A primeira dica tem a ver com a influência do comportamento dos pais na vida das crianças: não faça o seu filho ter medo da matemática. Se você manifestar juízos negativos sobre a disciplina, disser que é “difícil” para você ou que você “nunca foi bom”, o seu filho pode refletir esse comportamento e adquirir um bloqueio pela matéria logo cedo. Saiba que os métodos de ensinar matemática hoje são diferentes dos métodos da sua época, e o seu filho tende a ter aulas mais satisfatórias do que aquelas que você teve quando era estudante. 👨‍🏫

Não cobre que a criança decore informações

Conforme dito acima, os métodos de ensino foram sendo aprimorados ao longo do tempo. O que era regra no passado pode ter encontrado um substituto melhor. Os professores contam com formação atualizada e buscam as suas referências no que há de mais eficaz nas ciências da educação. Por isso, não estranhe se o seu filho lhe contar que está aprendendo de uma forma diferente daquela com que você aprendeu. 

A “decoreba” já foi bastante utilizada para a assimilação de conteúdos escolares, mas não se mostrou tão profícua para o aprendizado de diversas matérias, incluindo a matemática. Por isso, não cobre que a criança decore informações. Mais importante do que ter a tabuada na ponta da língua, é entender o processo pelo qual a multiplicação opera e ser capaz de realizá-la com autonomia com números cada vez maiores ao longo da trajetória escolar. ✖️

Ajude seu filho a aprender brincando

A brincadeira é uma excelente forma de aprender. Ao brincar, as crianças operam com noções de raciocínio lógico, espaço, consciência corporal, quantidades, medidas etc. Por essa razão, estimular a face lúdica dos pequenos traz vantagens imensas para o seu aprendizado, além de diverti-los. Há diversos jogos que podem ser explorados: dominó, quebra-cabeças, tangram, lego, dobraduras, xadrez, bloquinhos e mancala são ótimas opções. Além disso, o uso consciente da tecnologia também é benéfico. Procure por jogos educativos na internet e monitore as crianças enquanto estiverem na frente do computador. 👩‍💻

Exemplifique e traga a matemática para o cotidiano

A matemática está em todos os lugares: nas formas do espaço que nos cerca, na quantidade de produtos que compramos e no preço que pagamos por eles, por exemplo. Recomendamos que você estimule a criança a utilizar a matemática nessas relações cotidianas. No supermercado, você pode perguntar: “se levarmos dois pacotes de leite, quantos litros teremos?” Ou “se usarmos uma nota de R$50 para pagar o que compramos, quanto devemos receber de troco?” Aumente o nível de dificuldade das perguntas conforme o aprendizado das crianças. Assim, elas irão se sentir motivadas e enxergarão sentido no aprendizado da matéria. ❓

Jamais faça por eles

Por fim, não se deve confundir ajudar as crianças na tarefa de matemática com fazer os exercícios por elas. Quando o seu filho apresentar dificuldades na resolução dos problemas, você pode direcionar o seu raciocínio dando minidicas. Contextualize as questões de forma que elas se tornem mais familiares para a criança. 

Quanto mais próximo da realidade dela você estiver, mais saberá que estratégias podem auxiliá-la. Pedir a ela que refaça tarefas que ela já conseguiu fazer anteriormente pode ser útil se a complexidade da matéria nova parecer muito grande. Lembre-se, ainda, de que você pode conversar com os professores e analisar qual é a melhor maneira de ajudar o seu filho no seu desempenho escolar. 📐

E aí, gostou das nossas dicas para ajudar as crianças na tarefa de matemática? Comente abaixo se você tiver outras e compartilhe o post com outros pais! 😊

Ensino Fundamental 1 - do 1º ao 5º ano

Ensino Fundamental 1 – do 1º ao 5º ano

O ingresso no Ensino Fundamental é um momento desafiador não só para o aluno, por estar se aproximando de um novo universo de conhecimentos e experiências, mas também para os familiares, que necessitam apoiar a criança na transição da Educação Infantil para o Ensino Fundamental. O Colégio Geração desenvolve atividades e propicia um ambiente escolar que auxiliam o aluno no processo de adaptação a esta nova etapa.

Conheça nosso projeto pedagógico para alunos do Fundamental 1 →

16/09/2020
Gabriel Walter Fuchsberger